Maio 2017

Forte procura continua a impulsionar o crescimento das vendas


  • Procura continua a registar um forte crescimento;

  • Oferta disponível mantém tendência de descida;

  • Crescimento dos preços forte, mas com ligeira suavização;

Simon Rubinsohn

Economista Sénior do RICS

“O crescimento do emprego acelerou em toda a economia portuguesa nos últimos meses, com as últimas leituras a apontar um aumento anual superior a 3%. Este aumento sustentado continua a suportar a atividade do mercado imobiliário e as perspetivas de um maior crescimento para o próximo ano parecem promissoras, dada a atual conjuntura a nível macro.”

Ricardo Guimarães

Director da Ci

“Os agentes inquiridos foram todos muito claros: a escassez de oferta é a principal restrição à sua atividade e também o principal fator que está a determinar a evolução dos preços. Este parece ser o tópico que vai dominar as tendências nos próximos meses. Entretanto, os preços estão a começar a subir de forma generalizada, não só nas principais cidades. O aumento dos preços está a tornar-se mais generalizado o que pode induzir um ponto de viragem, possibilitando o desenvolvimento e financiamento de novas casas, reduzindo assim o desajustamento entre a oferta e a procura. Mas tal vai demorar a acontecer.”

APOIOS